Posts Tagged With: economia

Portugal na falência: 24 de Novembro de 2011 – Hoje é dia de greve (geral)

Temo que, no estado em que este país se encontra, e se a greve estiver a correr como anunciado, eis como será o futuro da nossa Assembleia da República em Portugal:

(os interesses comerciais e económicos a tomarem conta da política em Portugal…)

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, História e Acontecimentos, Humor, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Portugal na falência: Como funcionam as cadeias de Grande Distribuição (hipermercados)

Encontrei um debate no Facebook que me deixou curioso… Pedi autorização ao autor da primeira mensagem, e estou a copiar na integra o seu texto:

Como funcionam as cadeias de Grande Distribuição

1. Exigem aos fornecedores contratos de fornecimento na base de 40.000 euros

2. Exigem aos fornecedores que lhes paguem o espaço que os artigos ocupam em lugares de destaque.

3. Exigem aos fornecedores repositoras e demonstradoras para venderem os artigos, pagos pelos fornecedores.

4. Exigem aos fornecedores que lhes paguem os folhetos

5. Exigem aos fornecedores que lhes paguem o espaço de eventuais expositores que queiram colocar nas lojas.

6. Colocam á venda os produtos muito abaixo do custo estrangulando a margem dos produtores e fornecedores.

7. Beneficiam de descontos de campanha.

8. Beneficiam de protecção de stock.

9. Têm Benefícios Ficais na Missão Sorriso.

10. Beneficiam com os Bancos Alimentares contra a Fome.

11. Beneficiam de apoio das autarquias em troca de mais valias.

Não é por mero acaso que o Algarve é a zona do país onde aumentou mais o desemprego, nem é por mero acaso que a agricultura e pescas estão em insolvência, é completamente impossível a qualquer PME ou ME trabalhar sem regulação de mercado.

Nota: Texto da autoria de Rui Manuel Branco

Categories: Algarve, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Pensamentos e Filosofias, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

BOAS NOTÍCIAS! 2012 será o ano do fim da crise!

2006 – O então ministro da economia Manuel Pinho afirma: “A crise acabou! Resta saber quanto é que a economia vai crescer.

2009 – O então primeiro-ministro José Sócrates diz: “É o princípio do fim da crise!

2011 – O actual primeiro-ministro Passos Coelho diz: “2012 é o ano do princípio do fim da emergência nacional.

2011 – O actual ministro da economia Santos Pereira diz: “2012 irá marcar o fim da crise

2011 – O Zé Povinho diz: “Resta saber para quando o fim da minha paciência!…

Categories: Banda desenhada, Humor, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pensamento para a semana 40 de 2011

Pensamento para a semana:
“O luxo arruína repúblicas. A pobreza arruína monarquias.”(Charles de Montesquieu)

Acho interessante este pensamento de Montesquieu, e gostaria de debate-lo quer com republicanos quer com monárquicos.

Pessoalmente, e sem uma clara escolha definitiva perante uma ou outra forma de dirigir nações, considero que o segredo só pode estar no meio das duas.

Mas nem é necessário ser-se grande conhecedor da história de Portugal para rapidamente concluír que a nossa república (que comemorou no ano passado o centenário) já se viu forçada a passar por três tipos tão distintos de regime (com uma ditadura de mais de 40 anos pelo meio), e, precisamente um ano após a comemoração do centenário, viu-se obrigada a pedir ajuda externa pela segunda vez em menos de 30 anos, demonstrando uma clara incapacidade para gerir a longo prazo uma nação com mais de 800 anos de história.

Já agora, vale a pena pensar nisto…

Categories: Pensamento para a semana, Pensamentos e Filosofias | Etiquetas: , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pensamento para a semana 30 de 2011

Pensamento para a semana:

“Nenhum capital posto em movimento produz maior quantidade de trabalho produtivo que o do lavrador.”

Adam Smith

Categories: Pensamento para a semana, Pensamentos e Filosofias | Etiquetas: , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Um político em apuros: ex-candidato Manuel Alegre falido e partidos políticos lavam as mãos…

Alegre falido. PS e BE não pagam prejuízo de milhares de euros das presidenciais

Manuel Alegre tem um prejuízo de centenas de milhares de euros por causa das eleições presidenciais de Janeiro e não vai contar com a ajuda nem do PS nem do Bloco de Esquerda para tapar o buraco.

As contas do candidato vão ficar fechadas hoje, mas o mandatário financeiro da candidatura adiantou ao i que o prejuízo é “elevado”. O valor final, que ainda não foi apurado, vai ficar abaixo do meio milhão avançado pela imprensa logo depois do fim da campanha. “Vamos ter um défice. É um défice elevado, no entanto, posso assegurar que os pagamentos aos fornecedores serão feitos num prazo relativamente curto. Estamos a trabalhar para que até Outubro estejam liquidadas os pagamentos”, disse ao i Carlos Santos, mandatário financeiro da candidatura de Alegre.

O buraco não vai ser tapado pelos dois partidos que apoiaram Alegre. PS e Bloco de Esquerda contribuíram com um valor inicial de meio milhão de euros e não vão dar mais um cêntimo à candidatura. “Não temos mais nada a ver com a campanha presidencial. O PS já deu o seu contributo e acabou”, disse ao i José Lello, membro do secretariado nacional do PS. Também o BE não tem previsto nenhuma verba adicional. E o candidato também não contactou nenhum dos partidos para ter mais apoio. A candidatura está a tentar obter mais verbas através de donativos individuais, de pessoas que assumirão a despesa.

O prejuízo da candidatura deve–se a dois factores: mais despesa e menos receita. Alegre esteve mais tempo em campanha do que Cavaco, o que elevou os gastos, e acabou por receber menos de subvenção estatal do que contava. No entanto, o mandatário financeiro garante que o prejuízo “não é tanto porque a despesa tenha subido muito, mas porque a receita foi abaixo do pensado: tanto a da subvenção como a dos donativos”.

O candidato apoiado pelo PS e pelo Bloco esperava receber um milhão e 350 mil euros de subvenção estatal, correspondente a cerca de 30% dos votos, mas como ficou abaixo desse valor – teve apenas 19,74% dos sufrágios – recebeu menos 514 mil euros do que contava. Também as verbas correspondentes a donativos ficaram aquém das previsões. Alegre esperava receber 50 mil euros de contributos particulares.

Cavaco Também relativamente às últimas presidenciais, Cavaco Silva revelou ter tido uma despesa abaixo do previsto e uma receita de donativos de particulares acima do esperado. O Presidente da República tinha orçamentado gastos de 2,1 milhões de euros, mas no documento que entregou à Entidade das Contas e Financiamento Políticos (ECFP) refere que gastou 1,7 milhões. A maior parte das receitas da candidatura, 83,5%, foram alcançadas através de donativos de particulares, o que significa que 1,5 milhões de euros foram dados a Cavaco por apoiantes individuais. A lista dos nomes ainda não é conhecida e está sob alçada da ECFP.

Com o aumento das receitas de donativos, Cavaco Silva “utilizou apenas 16,2 % da subvenção estatal”, refere a candidatura numa nota enviada à Lusa. Por isso o Presidente devolveu à Assembleia da República os mais de 158 mil euros que não utilizou.

(fonte)

O meu comentário Para que conste que pessoalmente não tenho nem cor nem filiação política, pelo que este assunto é tratado com a devida distância dos interesses inerentes à coisa, mas custa-me ver o que se passa neste país à beira-mar plantado… Mas são certamente sinais dos tempos!

Categories: Bizarro mas verídico!, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: