Posts Tagged With: Bizarro mas verídico

Homeopatia? Não obrigado.

Amiga do ambiente e dos animais. Engole comprimidos de homeopatia feitos de fígado e coração de pato.

Comprimidos de homeopatia “oscillococcinum” são feitos à base de fígado e coração de pato.

Já há semanas que tenho andado em torno deste tema em conversas com amigos, e hoje decidi que não poderia deixar passar nem mais um dia – só é pena que não esteja a escrever este artigo no inverno, que é quando isto poderia ter mais interesse, mas mais vale tarde do que nunca.

Ora bem, já não me recordo onde ouvi falar disto, mas alguém me tinha alertado aqui há uns tempos que os ‘famosos’ comprimidos de homeopatia da marca “oscillococcinum” são produzidos à base de extratos de fígados e corações de pato selvagem.

 

Embalagem de 30 doses de Oscillococcinum

Embalagem de 30 pílulas à venda em farmácias

Oscillo-quê…?

Sim, parece um palavrão ou uma palavra em língua estrangeira. Curiosamente, a própria promotora do produto em Portugal também se deu conta dessa ‘falha’ e, para conseguir melhor penetrar no nosso mercado com semelhante nome para um “remédio” tão difícil de memorizar e pedir ao balcão das lojas, resolveu atacar o mal pela raiz.

De forma a tentar conseguir memorizar a marca, investiram forte e feio em campanhas de publicidade, com destaque para uma presença diária na Rádio Comercial, onde se ouviam as vozes da Vanda Miranda e do Vasco Palmeirim num tom ligeiro e aparentemente amigável, com um slogan sonante “oscilou e a gripe passou.

Felizmente, neste país temos gente com neurónios, e a gracinha acabou por valer à equipa das manhãs da Rádio Comercial, no ano de 2013, um ‘vergonhoso’ prémio Unicórnio Voador.

 

“Sintomas de gripe” ou “estados gripais”?

Então parece que é mais ou menos assim: supostamente, os comprimidos serão preparados para auxiliar quem sinta que passa por “sintomas de gripe” ou “estados gripais.” Portanto, e para todos os efeitos, não é para seres humanos que tenha efetivamente sido infetados com o vírus da gripe, compreendido?

Ou será que é?

Se depender de mim, claro que não.

Esses supostos “estados gripais” ou “sintomas de gripe” parecem-me ser descrições de sintomas bastante genéricos, em que, numa determinada ocasião, qualquer pessoa acaba por se queixar. Sei lá, dores de cabeça, dores musculares, ranho e tosse em abundância, mal estar geral, dores de abdómen, sei lá…

Quem não passa por isso de vez em quando? Aliás, provavelmente, e agora que estamos naquela altura do ano em que os pólenes “andam à solta”, suponho que as pessoas mais sensíveis acabam por sofrer em abundância com sintomas que também possam ser considerados parecidos com os propostos, certo?

 

Ingredientes das pílulas homeopáticas "oscillococcinum"

Anas barbensis – em latim, pato selvagem (clique para ampliar)

Ingrediente ativo?

A empresa “Boiron” propõe com os seus comprimidos “oscillococcinum” (e reparem que me recuso a chamar aquilo de ‘medicamento’), através da literatura inclusa em cada caixa de pílulas, que o “ingrediente ativo” da coisa é nada mais, nada menos que extrato de coração e fígado de pato selvagem – descrito na embalagem em latim como “Anas barbariae hepatis et cordis extractum.

Bem, é designado como “ingrediente ativo” mas devo referir que os comprimidos são produzidos através da técnica designada de “homeopatia” pelo que, muito provavelmente, acho que até isso deveria ser revisto, porque efetivamente, a existir qualquer tipo de “ingrediente” na coisa deveria ser considerado o excipiente, que neste caso, é 1 grama de açúcar por comprimido.

 

Mas a gripe não é uma infeção?

Nem mais. A gripe é uma doença provocada pela invasão do vírus Influenza no corpo dos animais. Como também somos animais, estamos sujeitos à infeção e as únicas formas comprovadamente capazes de evitar infeções de vírus é não estar exposto aos mesmos, ou tomar vacinas preparadas para o efeito.

Não deve ser muito difícil concluir que se essas são as únicas formas de evitar a infeção, então, os extratos de fígados e corações de pato selvagem (ou, vá lá, apenas açúcar) não sejam os ingredientes indicados para combater infeções virais, certo?

Essa é a minha conclusão, e, se não estou em erro, é também a conclusão de toda a comunidade científica do planeta Terra.

 

Vírus da gripe "Influenza"

Vírus da gripe (vírus “Influenza”)

Mas afinal, como se prepara um comprimido “homeopático”?

Para quem não sabe, a produção de comprimidos (ou infusões) através da “técnica” da homeopatia, exige que o ingrediente base seja diluído primeiro em 10 partes de água, sendo depois extraído uma parte dessa diluição inicial para logo de seguida dar seguimento a nova diluição, embora agora já numa proporção menor, ou seja, de 100 para 1; depois, numa terceira diluição de 1.000 para 1, e assim por diante.

Aparentemente, parece que não existe nenhuma regra que indique em que proporção a diluição deverá terminar, sendo que, pelo que consegui concluir através da contrainformação disponível na internet e, parece que ao chegar à proporção de 100.000 para 1, a coisa poderá ser dada como estando pronta.

Neste caso particular do preparado “oscillococcinou”, presumo que a receita possa resumir-se a cerca de 100g de extrato de fígados e corações de pato selvagem, muito bem migados e diluídos em proporção de 1 litro de água, para logo de seguida proceder a novas diluições em proporções de 100 para 1, depois 1.000 para 1, 10.000 para 1,  100.000 para 1, etc.

Pelo que é indicado na caixa destas pílulas, a fórmula proposta indicada pelo ‘fabricante’ dará numa concentração de fígado e coração de pato selvagem desta magnitude:

0,0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000001

Sim, são 400 zeros depois da vírgula seguidos de 1. (Espero não ter errado no cálculo…)

De qualquer das maneiras, e em termos comparativos, tome-se o arsénio (um dos componentes mais tóxicos e mortais que se conhece). Sabemos que uma dose tão pequena como 200mg de arsénio basta para matar um ser humano, mas a verdade é que essa substância tão venenosa e tóxica se encontra na proporção de 0,000007% no corpo humano, tornando-o, nessa tão ínfima concentração, completamente inofensivo.

Pergunto eu: Como poderá então aquela “concentração” de fígado e coração de pato selvagem exercer algum tipo de efeito sobre o vírus da gripe no corpo humano…? Não pode.

 

E já agora, como é que uma dose tão pequena de fígado e coração de pato selvagem diluídos, consegue ser contabilizada?

Bem, eu não sei, mas presumo que, muito provavelmente, o “sumo” resultante dos fígados e corações migados e consequentemente diluídos (ou seja, uma água muito mas mesmo muito pouco ‘suja’) passe por um processo de acrescentação de açúcar para conseguir preencher o volume correspondente a um comprimido de 1g e depois permitir a embalagem no ‘blíster‘ da caixa para posterior comercialização retalhista em casas da especialidade, vulgo “ervanárias”, mas, infelizmente, também em bastantes farmácias. (sim, pasme-se!)

 

Isto dá pano para mangas!

Dá sim. Mas dá ainda muito mais lucro.

Pessoalmente, começo por achar mesmo muito questionável, o facto das farmácias, que ainda tomo como locais de honra e prática da moderna ciência e não de disseminação de superstições, crendices ou mezinhas – ou seja, a ignorância pura – se deixem levar pelo apelo do lucro fácil que advém da venda destas pílulas de açúcar.

Não sei qual será a proporção da margem de lucro que vai para os retalhistas proprietários das farmácias, mas suponho que seja superior a 40%, e não custa muito concluir que, 40% de 28,00 Euros resulta em 11,20 Euros de lucro por cada caixinha vendida aos incautos pacientes com supostos “sintomas gripais.”

 

Cada comprimido de açúcar fica em quase um Euro!

Claro. Se pegarmos no preço de uma caixa de 30 comprimidos (anunciado em torno dos 28,00 Euros), dá uma média de 93 cêntimos de Euro por cada comprimido engolido. E depois de tantas diluições, alguém acredita que o componente único da coisa não seja pura e simplesmente… Açúcar?

 

Então e o efeito placebo?

O efeito placebo existe, está mais do que comprovado, mas não é um método de combate a infeções virais (e suponho que muito menos bacterianas).

Agora, suponho que mesmo que aquilo pudesse ser considerado como um placebo de venda autorizada, acho que a metodologia praticada teria que seguir outras normas. Não é o doente que decide quando ou como deverá tomar um placebo na tentativa de obter resultados observáveis perante um quadro clínico negativo. Suponho que semelhante metodologia terá que ser sempre e apenas sugerida pelo respetivo médico, certo?

Aliás, se isto se tratasse apenas de um placebo cuja comercialização fosse autorizada como tal, então, o mínimo que poderia fazer-se, seria alterar o nome da coisa para…

Adivinharam: ‘placebo’.

 

Mas então, e ninguém faz nada?

Não sei. Quanto a mim, já me daria por contente que fosse proibido utilizar a palavra “medicamento” para designar estas pílulas, mas suponho que muito mais pudesse ser feito no que respeita à questão do combate à gripe ou no auxílio da educação medicinal e científica aos jovens em idade escolar ou da população em geral.

Da minha parte, resolvi publicar este artigo. É a minha opinião pessoal, vale o que vale, mas sinceramente, espero que as entidades competentes façam algo mais para auxiliar a população de forma a evitar a todo o custo a dúvida e o engano. Será o mínimo.

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades | Etiquetas: , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bizarro mas verídico: O Pingo Doce do meu…

vitormadeira.com - 2013-03-22 Saco reutilizável no Pingo Doce 01(Esta vai para os fervorosos contestatários do acordo ortográfico de 1992…)

“Sois alma e vida minha
Pingo Doce do Continuar a ler

Categories: Algarve, Alma do tempo, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Entre o teclado e a cadeira, Humor, Momento de Basbaque, Portimão, Publicidade traiçoeira, Vale por mil palavras | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , | 6 comentários

Bizarro mas verídico… Microsoft paga a coro Gospel para cantar tweets (sim, vindos do tweeter!)

Se escrevesse este título só com essa imagem acima, certamente não iriam acreditar… Por isso, felizmente (ou infelizmente diria eu!) alguém lá gravou em vídeo e resolveu partilhar a última estravagância da Microsoft…

É que é dificil explicar… Ok, comecemos… A grande feira de electrónica de consumo dos Estados Unidos (CES) está a decorrer, e a Microsoft, provavelmente com bastante inveja das honras de impressa que a  Samsung recebeu no ano passado (onde incluiu dançarinas na sua apresentação principal) resolveu este ano virar tudo de cabeça para baixo…!

(Ou então, há mesmo alguém na Microsoft que tem umas ideias muito estranhas de ‘diversão’…)

Fosse qual fosse a razão, ontem (segunda-feira), a meio da apresentação onde estava presente o grande-chefe Steve Ballmer simplesmente pararam tudo para deixar entrar o coro dos ‘tweets’!

Sim, o coro tos ‘tweets’! que cantava os tweets sobre a apresentação (publicado pelos fãs durante a mesma) à medida que iam aparecendo… Sinceramente, nada mesmo contra os cantores (esses foram excelentes!) mas as letras das ‘canções’ deixaram mesmo muito a desejar…!

Enfim, onde há muito dinheiro, pode haver muita bizarrice!

.

É mesmo caso para dizer: BIZARRO MAS VERÍDICO!

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Humor, Música, Tecnologia | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bizarro mas verídico: 1 milhão de Euros que certamente não faria nenhum algarvio feliz…

Agora que temos a nossa Via do Infante com portagens, certamente que não será de todo inteligente gastar um milhão de euros num Bugatti Veyron… É que depois, ao nos recordarmos das portagens da Via do Infante, teriamos que pensar duas ou três vezes antes de levarmos o nosso investimento para a estrada nacional 125, ou para  a 124, ou para todas as outras “alternativas” que temos ao nosso dispor (ainda) sem portagem…

Enfim, aí, tornar-se-ia quase impossível fazer contestação às portagens! Seria même caso para dizer: Má que jê, mon…?

Vejam o vídeo e confiram os dados técnicos da bomba mais abaixo, para que consigam abster-se de semelhante investimento num ano de crise como este:

.

Bugatti EB 16-4 Veyron
Construtor Bugatti e Volkswagen Group
Produção 2005 – presente
Classe Super desportivo
Tipo de Carroçaria estrutura tubular, Fibra de carbono
Informações técnicas
Motor central, W16, 64 válvulas, tetraturbo
Caixa de velocidades 7 velocidades (DSG)
Distância entre os eixos 2,65 m
Comprimento (mm) 4,38 m
Largura (mm) 1,99 m
Altura (mm) 1,21 m
Peso bruto (kg) 1950kg
Consumo 2 km/l
Velocidade máxima 432 limitada a 410 km/h (por questões de segurança)
Depósito (l) 115
Outros dados
Preço: 1 milhão de Euros (mais coisa, menos coisa…)
Modelos similares CCX, Ultimate, Lamborghini Reventon
Categories: Algarve, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Humor, Momento de Basbaque, Tecnologia | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 comentários

Portugal na falência: Dois suspeitos de assalto, falsificação e tortura… Apanhados, mas logo libertados (!) – em Albufeira

Uma perseguição da GNR a uma viatura suspeita, em Albufeira, só terminou depois de um choque frontal com um camião.

Os dois ocupantes foram detidos. Tinham uma arma de choques eléctricos, parte de uma farda da GNR, ouro e vários objectos que indiciam a prática de assaltos. Mesmo assim, o tribunal decidiu libertá-los.

A viatura foi levada para o destacamento de trânsito, em Albufeira, para ser alvo de peritagens. Não está em nome dos detidos, mas não consta como tendo sido furtada.

Os homens não tinha documentos pessoais, mas com a ajuda do SEF, a GNR conseguiu identificá-los. São dois ucranianos de 34 anos. Sobre um deles, recai um mandado de detenção, sobre outro, um processo de expulsão do país.

fonte: Tvi24

 

Nota: Vale a pena comentar…?

Categories: Algarve, Alma do tempo, Banda desenhada, Bizarro mas verídico!, Demasiado tempo livre a mais, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Bizarro mas verídico: Bono (vocalista dos U2) entrega 1,2% dos donativos para a caridade…

A fundação de combate à pobreza de Bono (vocalista da banda U2) não consegue explicar os seus resultados financeiros depois de ter sido revelado que apenas uma pequena percentagem do dinheiro que angaria atinge os mais necessitados.

A sua fundação ONE (organização sem fins lucrativos) recebeu quase 9,6 milhões de dólares em donativos em 2008, mas entregou apenas 283.000 dólares para boas causas (cerca de 1,2 por cento).

Os números publicados pelo New York Post também mostram que cerca de 5,1 milhões de dólares foram usados para pagar salários da equipa de 120 funcionários que compõe a Fundação ONE (uma média de 42.500 dólares por cada funcionário da fundação).

A tournée 360 que chegou ao fim como a mais lucrativa da história dos U2, com cerca de 376 milhões de dólares de lucro, fez os U2 encabeçarem a lista dos músicos que mais facturaram no último ano em todo o mundo.

Sabe-se que Bono está agora prestes a arrecadar mais cerca de mil milhões de dólares após o seu investimento de 220 milhões de dólares no Facebook há cerca de dois anos (verifiquem aqui) pois a famosa rede social que entretanto foi reavaliada em cerca de 65 mil milhões de dólares, fez com que a participação de Bono multiplicasse para valores astronómicos.

Para ler mais aqui.

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 comentários

Portugal na falência: Alberto João Jardim reconhece que fez ‘falcatrua’ na ilha da Madeira

Há coisas que me deixam fora do sério… Vou usar-me do meu direito à indignação para deitar cá para fora o que sinto sobre algo que considero ser grave… Ou melhor: muito grave!

Prestem bem atenção ao que é dito a partir dos 32 segundos do seguinte vídeo:

Primeiro, o jornalista que assina a peça diz: “Depois de garantir que não havia dívida oculta, Jardim reconheceu que não foi totalmente transparente com o estado para não ser prejudicado pelo governo socialista.

Logo a seguir, a partir dos 40 segundos do vídeo, ouve-se (e vê-se) claramente Alberto João Jardim a dizer:

O Sócrates, o Teixeira dos Santos e o seu deputado Maximiano que fez esta pouca vergonha toda à Madeira, tinham uma lei em que o governo da república podia aplicar sanções sobre o governo regional, se o governo regional continuasse com obras a fazer dívida porque eles não nos queriam dar o dinheiro e não nos autorizavam a fazer dívida.

E foi por isso, que não era aconselhável [dizer que havia dívida], porque eles ainda nos tiravam mais dinheiro se andássemos a mostrar o jogo todo ao governo socialista que não era sério e nós estávamos em estado de necessidade e por isso agimos em legítima defesa.

Pegando nisto tudo, permitam-me colocar estas questões:

  • Pretendem os portugueses dar uma imagem de seriedade “lá para fora”?
  • Estamos mesmo no século 21?
  • Se as regras do jogo são assim, porque não temos nós algarvios direito a uma regionalização que nos permita fazer o mesmo tipo de trapaças que se passam naquela ilha? (sim, direitos iguais!)
  • Ainda existem dúvidas de que nós portugueses, somos um povo ingovernável por portugueses? (ou seja, a cada 30 anos, só à lei da troika e com muito sofrimento por parte dos pagadores de impostos é que isto “lá vai”?)

Sou e gosto de ser português, mas estas coisas levam-me a questionar seriamente o sentido patriótico que ainda tente residir dentro de mim…

Contudo, reconheço que é coisa rara em Portugal ver um político a admitir de forma pública que errou!

 

Por último: Senhores críticos e comentadores políticos: será assim tão difícil verificar porque é que o povo está de costas viradas para os partidos políticos…? Será assim tão difícil explicar os movimentos do tipo “Verdadeira Democracia” que alastram quer na península Ibérica, quer pela Europa fora?

Para quem só agora sintonizou este canal

O que se passa e que me leva a ficar indignado com esta situação que descrevo acima é o facto do meu país estar literalmente com a corda na garganta, e este tipo de notícias vir a público…

Alberto João jardim é um político português que exerce o cargo de presidente do governo da região autónoma da Madeira.

Em 2006, o então primeiro-ministro português José Sócrates anunciara a necessidade de fazer aprovar uma lei que proibisse o endividamento excessivo naquela ilha, depois do endividamento em cerca de 150 milhões de euros detectado na Madeira pelo Ministério das Finanças.

José Sócrates então afirmou: “é altura de dizer basta” e fez lembrar que o governo regional havia sido avisado, já por duas vezes, pelo Ministério das Finanças, e que não estava autorizado a contrair o empréstimo de 150 milhões de euros que reivindicava pelo facto disso agravar a política de controlo das finanças públicas de todo o país.

E para perceber porque é que só agora se vê tanta água a correr pelo regato:

Presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, ficou “surpreendido” com as dívidas ocultas da Madeira, que o Banco de Portugal e o Instituto Nacional de Estatística não conheciam. Dívidas escondidas atingem 571 milhões de euros, sendo que há ainda 290 milhões em débito, relativos a juros de mora.

Categories: Bizarro mas verídico!, Pensamentos e Filosofias, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 comentários

Bizarro mas verídico: Avô aos 29 anos!

Sham Davies - Avô aos 29 anos

O galês Shem Davies tem apenas 29 anos, mas já é avô, e actualmente, o mais jovem do Reino Unido. Foi pai aos 14 anos e está “encantado” pela chegada da neta Gracie, cujos pais Tia Davies e Jordan Williams, têm 14 e 15 anos respectivamente.

A família Davies, de Bridgend, no País de Gales, tem uma história atribulada. Shem e Kelly John foram pais com 14 e 15 anos respectivamente mas separaram-se três meses após o nascimento da filha Tia.

O jovem avô, actualmente desempregado, afirma estar incrivelmente orgulhoso da filha. “Será uma mãe brilhante e estou absolutamente encantado com a chegada do novo elemento à família”.

Já Tia diz que ficará feliz se a filha não der à luz aos 14 anos. A sua mãe Kelly John confidenciou à “Asian News International” que ser mãe tão cedo foi o “pior pesadelo” para Tia.

O Reino Unido tem um dos índices mais elevados de gravidez entre adolescentes na Europa.

A imprensa britânica explica também que, quando Shem foi ao hospital visitar a filha e neta que acabara de nascer, teve problemas logo à entrada, tendo-lhe sido pedido que se identificasse, pois havia suspeita que Shem naõ tivesse idade suficiente para ser… O PAI!

Eu pergunto: E se a Gracie seguir as passadas familiares e for mãe daqui a 14 anos? Isso fará certamente do Shem, o mais jovem bisavô do Reino Unido (e provavelmente do mundo) com apenas 43 anos…

(e imaginem que a senda continua…?)

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Humor, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bizarro mas Verídico: Um profissional com nervos de aço…

É de arrepiar…

Afasta o zoom

Vá lá… Mostra TUDO!

Categories: Bizarro mas verídico! | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: