Publicidade traiçoeira

Bizarro mas verídico: O Pingo Doce do meu…

vitormadeira.com - 2013-03-22 Saco reutilizável no Pingo Doce 01(Esta vai para os fervorosos contestatários do acordo ortográfico de 1992…)

“Sois alma e vida minha
Pingo Doce do Continuar a ler

Categories: Algarve, Alma do tempo, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Entre o teclado e a cadeira, Humor, Momento de Basbaque, Portimão, Publicidade traiçoeira, Vale por mil palavras | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , | 6 comentários

Por favor poupem-me à TRETA do “pai natal”!

 

Poupem-me à TRETA do ''pai natal''!

Poupem-me à TRETA do ”pai natal”!

Uma mentira não pode ser considerada mais ou menos mentira (ou maior ou menor mentira). Ou é uma mentira, ou é uma verdade. Neste aspecto não existem tons cinza entre o preto e o branco… Podem-me dizer que existem mentiras que têm maiores ou menores repercussões, o que até posso aceitar, mas são mentiras e ponto final.

Custa-me observar uma sociedade que se diz “evoluída”, “tolerante”, “moderna”, etc. mas que, quando chega à altura do Natal embarca no engano contra as crianças que são os adultos em potencial, os dirigentes das nações, os cidadãos que virão a ter as respetivas responsabilidades para decidir o seguimento de muitas das nossas vidas no futuro.

Depois, vimos queixar-nos dizendo que os nossos líderes não servem para tomar decisões ‘capazes’… Pudera, desde tenra idade começam logo por ser (literalmente) enganados por aqueles que teoricamente deveriam ser quem mais lhes deveria amar… (os seus pais, certo?)

NENHUM pai deveria sentir prazer ao mentir a um filho!

(e se tu que estás a ler este texto és daqueles que acham que contar a treta da história do ”pai natal” que desce pelas chaminés das casas e deixa presentes na noite de Natal dentro dos sapatinhos das criancinhas que se portaram bem durante o ano, então volta a ler o que escrevi no primeiro parágrafo deste artigo.)

Nestas alturas seria melhor olhar um pouco mais para oriente e tentar procurar um pouco mais do que inegavelmente são as bases da nossa sociedade…

Tenho uma filha com quase três anos, e fiquei muito triste ao saber que o infantário onde ela frequenta iria organizar a “ida à estação de correios local para entregar as cartas com os pedidos de prendas das meninas e dos meninos ao ”pai natal“… E o mais curioso, é que a instituição diz-se de inspiração católica (sendo que pertence à casa da misericórdia local, ainda por cima…)

O que se passa connosco? Porque descemos assim tanto?

Mas existe alguma forma de aceitar o que andamos a fazer com os nossos filhos, que são as pessoas de quem mais gostamos e que, teoricamente, deveriam ser os seres que mais verdade deveriam receber da nossa parte?

Ao falar com a educadora da sala da minha filhota, ainda fiquei mais perplexo, pois vejo que infelizmente, a história do ”pai natal” é transmitida como um dado adquirido de que há um “senhor velhinho muito gordinho que distribui presentes às criancinhas carenciadas” (provavelmente uma adaptação do venerado são Nocolau venerado em tempos idos pelos católicos) – mas parece que alguém se esquece de explicar onde encaixa a treta das renas voadoras…?

E para me tentarem fazer ver que é bom criar ilusões descabidas no imaginário das crianças, fazendo-lhes crer que essas mentiras são verdades, ainda tentam vir com histórias de que alguns dos modernos estudiosos da psicologia defendem este tipo de mentira para criar um imaginário saudável às crianças…. A esses supostos psicólogos, eu gostaria de os mandar ir a um certo sítio…

Então mas eu por acaso iria alguma vez aceitar que a minha filha embarcasse nessa tremenda mentira que é utilizar o edifício e as pessoas da estação de correios local (portanto uma coisa VERDADEIRA) para incutir uma MENTIRA no seu imaginário só porque os educadores da actualidade são incapazes de pensar um pouco pelas suas cabeças e usar a palavra “LENDA” para colocar a história do ”pai natal’ no lugar onde definitivamente deveria estar?

E sabem do mais curioso? Na época do Natal, bem ou mal, celebra-se o nascimento de Cristo (a meu ver, na data e com o propósito errados – mas infelizmente, é o que conseguimos obter desta sociedade) mas se eu tentar chegar perto das pessoas responsáveis nos infantários e lhes pedir para explicarem a história do nascimento de Cristo, ou para que passem um filme alusivo ao tema, então, aí, as conversas começam a ser mais breves, o assunto torna-se mais ‘pesado’, os semblantes fecham-se e a história começa a ser outra…

Pois, a conclusão a que chego é que os adultos que (infelizmente) se vêm obrigados a embarcar nestas tristes histórias, eles próprios são na verdade os que necessitam de um pouco de imaginário nas suas vidas, de forma a tentarem compensar as suas rotinas mais ou menos insatisfatórias…

Combater a verdade com a mentira nunca pode dar bom resultado. Esta pode ser uma batalha mais ou menos solitária, mas para mim, prefiro munir-me da verdade para com os que amo (ou melhor, para TODOS independentemente de gostar ou não deles) do que andar atrás de “filmes”…

.

No dia em que todo o mundo anda às aranhas com outra treta, convencidos de que o calendário que o imperador Júlio César mandou criar em 48 a.C., que foi depois alterado pelo papa Gregório em 1582, poderia prever o fim do mundo, eu digo: Tudo tem um limite e para a mentira o limite tem que ter rédea ainda mais curta!

.

Obrigado.

Categories: Alma do tempo, Bizarro mas verídico!, Boas vindas, Coisas Divinas, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, História e Acontecimentos, Momento de Basbaque, Pensamento para a semana, Pensamentos e Filosofias, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O verdadeiro sentido mentiroso do marketing…

Imagem

Há coisas que têm que nos deixar indignados! Seja o governo que promete baixar os impostos e depois leva-nos os subsídios de férias e de Natal, sejam as touradas, seja o ministro que tinha pressa em acabar o curso, enfim…

Pois bem, a minha indignação vem aqui e agora demonstrar em como as grandes empresas de tecnologia também pretendem que aceitemos areia nos nossos olhos com o agrado do habitual…

A “inovação” é da Nokia, e tem pelo nome “Pure VIew  optical image stabilization” (ou estabilização óptica da imagem ‘Pure View’), pretendendo demonstrar que os novos modelos de telemóveis Lumia da Nokia conseguem filmar videos em movimento sem que a estabilidade da imagem fique comprometida.

Quanto a mim, digo que isso será ouro sobre azul, pois quando quero filmar a minha filhota, sei o que é ter que lutar contra a natureza imóvel de uma criança de 3 anos para tentar conseguir no final um video com uma imagem estabilizada, estável e sem grandes oscilações que só dificultam quem depois pretende ver os registos da nossa felicidade… 😉

Pois é, só que o que parece ser na verdade não é! Vejam o video e pasmem-se aos 27 segundos de video decorrido…

Se não perceberam ainda pela foto acima, vejam o reflexo na janela da rulote, porque é esclarecedor quanto à forma utilizada pela Nokia para demonstrar um produto que, supostamente, seria aquilo que se pretendia que fosse:

Portanto, CUIDADO! A partir de agora, já não são só os emails fantasiosos sobre o monstro do lago Ness, sobre o homem que mordeu o cão, ou sobre a galinha que atravessou a estrada… Agora, temos também que estar de pé atrás no que respeita às grandes empresas de electrónica de consumo.

Categories: Alma do tempo, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Humor, Ilusão de óptica, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política, Tecnologia | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Olha com atenção: Onde está o urso?

Não haja dúvida que o chocolate é das melhores coisas da vida, mas e que tal esta surpresa?

Categories: Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Humor, Ilusão de óptica, Momento de Basbaque, Publicidade traiçoeira | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bizarro mas verídico: Bono (vocalista dos U2) entrega 1,2% dos donativos para a caridade…

A fundação de combate à pobreza de Bono (vocalista da banda U2) não consegue explicar os seus resultados financeiros depois de ter sido revelado que apenas uma pequena percentagem do dinheiro que angaria atinge os mais necessitados.

A sua fundação ONE (organização sem fins lucrativos) recebeu quase 9,6 milhões de dólares em donativos em 2008, mas entregou apenas 283.000 dólares para boas causas (cerca de 1,2 por cento).

Os números publicados pelo New York Post também mostram que cerca de 5,1 milhões de dólares foram usados para pagar salários da equipa de 120 funcionários que compõe a Fundação ONE (uma média de 42.500 dólares por cada funcionário da fundação).

A tournée 360 que chegou ao fim como a mais lucrativa da história dos U2, com cerca de 376 milhões de dólares de lucro, fez os U2 encabeçarem a lista dos músicos que mais facturaram no último ano em todo o mundo.

Sabe-se que Bono está agora prestes a arrecadar mais cerca de mil milhões de dólares após o seu investimento de 220 milhões de dólares no Facebook há cerca de dois anos (verifiquem aqui) pois a famosa rede social que entretanto foi reavaliada em cerca de 65 mil milhões de dólares, fez com que a participação de Bono multiplicasse para valores astronómicos.

Para ler mais aqui.

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Demasiado tempo livre a mais, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 comentários

Portugal na falência: Como funcionam as cadeias de Grande Distribuição (hipermercados)

Encontrei um debate no Facebook que me deixou curioso… Pedi autorização ao autor da primeira mensagem, e estou a copiar na integra o seu texto:

Como funcionam as cadeias de Grande Distribuição

1. Exigem aos fornecedores contratos de fornecimento na base de 40.000 euros

2. Exigem aos fornecedores que lhes paguem o espaço que os artigos ocupam em lugares de destaque.

3. Exigem aos fornecedores repositoras e demonstradoras para venderem os artigos, pagos pelos fornecedores.

4. Exigem aos fornecedores que lhes paguem os folhetos

5. Exigem aos fornecedores que lhes paguem o espaço de eventuais expositores que queiram colocar nas lojas.

6. Colocam á venda os produtos muito abaixo do custo estrangulando a margem dos produtores e fornecedores.

7. Beneficiam de descontos de campanha.

8. Beneficiam de protecção de stock.

9. Têm Benefícios Ficais na Missão Sorriso.

10. Beneficiam com os Bancos Alimentares contra a Fome.

11. Beneficiam de apoio das autarquias em troca de mais valias.

Não é por mero acaso que o Algarve é a zona do país onde aumentou mais o desemprego, nem é por mero acaso que a agricultura e pescas estão em insolvência, é completamente impossível a qualquer PME ou ME trabalhar sem regulação de mercado.

Nota: Texto da autoria de Rui Manuel Branco

Categories: Algarve, Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Pensamentos e Filosofias, Publicidade traiçoeira, Sociedade e Política | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Televisão Digital Terrestre: O funcionário do MEO chega a casa da senhora e diz…

“Queres que eu te meta o MEO ?…”

A original forma de publicidade (ou sátira?) foi encontrada num barco moliceiro da ria de Aveiro e e´uma autêntica acha para a fogueira que ardeu em volta da publicidade traiçoeira ligada à questão da televisão digital terrestre e dos operadores de TV por cabo (MEO, ZON, Cabovisão, etc…)

(via Ricardo Santos)

Categories: Bizarro mas verídico!, Curiosidades, Humor, Publicidade traiçoeira | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: